sexta-feira, 5 de agosto de 2005

Peter Singer

Ele assumiu que quer acabar com a moral judaico-cristã, esse filisteuzinho... Não é à toa que, por ele, os bebês podem ser sacrificados no altar do novo dagom moderno, a profana trindade hedonismo-conforto-praticidade. Onde o grande Eu Sou não habita, os mais fracos são massacrados impiedosamente. Sempre foi assim, em todas as culturas, com raríssimas exceções que só confirmam a regra.

2 comentários:

Lucas M. Pinheiro disse...

Peter Singer é um bosta!

Norma disse...

Oi, Eliot! Obrigada pelo seu comentário no meu blog. Passarei a acompanhar o seu também, com muito gosto. Esse seu comentário sobre os fracos que sofrem nas culturas não cristãs me lembrou a teoria do mecanismo do bode expiatório, do autor cristão René Girard, sobre a qual, por coincidência, acabei de escrever no meu blog. Espero que, como cristãos preocupados com a briga de idéias no mundo, possamos trocar fontes valiosas e nos fortalecer mutuamente nessa troca. Abração!